31 de ago de 2009

Dia Nacional do Desdém - (re)lançamento


Primeiro, livre a mente das impurezas e concentre-se; fique em posição de lótus, voltado para Brasília (é fácil de localizar, é de onde vem o fedor). Depois, devagar, inspire, retenha a respiração tanto quanto possível, e, ao exalar, mantenha o foco única e exclusivamente no desprezo completo e absoluto que você devota ao governo e às “diversas esferas do poder público”, e faça um bom e sonoro “hmpf”, produzindo o melhor som de desdém que conseguir. Já pensei em lançar um livro, “Brasileiro: a arte de sobreviver apesar do governo” - mas se o Brasil nunca foi para principiantes, Lula & sequazes não precisavam transformá-lo numa espécie de arte marcial. Aliás, o governo atual, fruto doentio do cruzamento do sonho esquerdista da Era de Aquarius com o “sindicalismo de resultados”, lembra aquele caso do Brejnev: o Brejnev assume o poder na URSS, e leva a mãe para mostrar, orgulhosíssimo, a sua nova dacha, seus carros, mansões, mordomias – e a mãe, com uma ponta de medo: “mas meu filho, e se os comunistas voltarem?”...

* O post original é de 10/2007... não é que continua original? E justamente porque, infelizmente, o resto continua exatamente a mesma porcaria?

Nenhum comentário: