29 de jun de 2009

Inimigos

Assisti a mais um episódio do QI ontem - Quite Interesting, programa da BBCFour apresentado pelo Stephen Fry. Programa de "perguntas impossíveis" que premia a resposta mais criativa, já que teoricamente as perguntas são irrespondíveis. Eu me espanto com o tamanho da cultura inútil do programa - e adoro, claro. Por exemplo, falando sobre publicidade: qual o grande erro cometido pela empresa Gerber, de comida para bebês, ao lançar seus produtos na África? Resposta: como grande parte dos africanos não sabe ler, as caixas dos produtos tradicionalmente contém uma foto ou desenho do que está dentro! Imaginem aquele tanto de caixas com fotos de bebês estampados, o horror que não deve ter causado... a não ser para canibais, imagino, ainda mais com aqueles bebês texanos branquinhos e suculentos das fotos. Um dito do Confúcio: "O homem sábio sabe o que é certo, o homem inferior sabe o que vender". E uma das últimas: um general espanhol está no leito de morte, com um padre ao lado tentando levá-lo a se arrepender dos pecados e atingir o reino dos céus. Pergunta se seria capaz de perdoar aos seus inimigos. "Não", responde o general, "Não tenho inimigos". Diante do sorriso embevecido do padre, acrescenta rapidamente: "Mandei fuzilar todos!".

Post Scriptum: lembrei de mais duas pérolas da propaganda: a cerveja Guinness pediu a um conhecido escritor (alcóolatra) um slogan para sua campanha de lançamento e ele se saiu com essa: Embebeda mesmo! (Gets you drunk!) Aqui no Brasil o lançamento do Corsa teve uma certa polêmica devido ao fato da corsa ser "a mulher do veado"... além da ótima campanha apócrifa, Aurélio: Bom pra burro!

Nenhum comentário: