22 de jul de 2009

Culpa

Quem já leu Sherlock Holmes lembra das incríveis capacidades dedutivas do famoso detetive. O seu autor, Conan Doyle, teve um professor que usava essas capacidades dedutivas para espantar seus alunos e usou algumas delas nos seus livros. Conan Doyle, entretanto, por mais que as "pistas" indicassem o contrário, acreditava em fadas, duendes, espíritos do além e toda uma gama de incríveis bobagens. Mas um caso divertidíssimo aconteceu com ele: após a descoberta de um espião sair em todos os jornais britânicos, ele, de brincadeira, escreveu um bilhete sem assinatura para cinco amigos dizendo: "Fomos descobertos. Fuja imediatamente." Para sua surpresa, um desses amigos desapareceu sem deixar vestígios!

Nenhum comentário: