25 de mar de 2009

Pensamentos Ranzinzas

Voltando da UFMG, lembrei-me do Mencken: Um metafísico é alguém que, quando você lhe diz que dois vezes dois são quatro, ele quer saber o que você entende por vezes, o que significa dois, o que quer dizer são e por que isto dá quatro. Por fazerem tais perguntas, os metafísicos desfrutam um luxo oriental nas universidades e são respeitados como homens educados e inteligentes... bom, um sujeito quer ensinar a usar uma calculadora para, depois de dezenas de entradas, encontrar um resultado que o Excel dá imediatamente. E faz isso com um certo "aplomb", uma pompa de um ridículo fenomenal. Em suma, as idiotices do dia-a-dia ganham uma certa respeitabilidade quando ditas por alguém que teoricamente entende do que está falando. Não importa que o que está falando não tem absolutamente nenhuma importância. E um semestre disso! Nos últimos tempos, foi a única prova em contrário à teoria darwiniana que eu realmente levaria a sério.

Nenhum comentário: