13 de set de 2008

Sobre casos & fatos

Abaixo, continuação da aula espetáculo do Ariano Suassuna, com o poema medieval A donzela que foi à guerra, do cancioneiro português. Aproveito para usar um caso que o Ariano conta para me "defender" de algumas pequenas adaptações nos casos:
O grande pintor francês Matisse um dia chega a uma exposição sua e vê um sujeito dando gargalhadas diante de um quadro:
- Meu senhor, o que é que há nesse quadro de tão engraçado?!
- É que essa mulher está com a barriga verde!
- Meu senhor, isso não é uma mulher, isso é um quadro!
E o Ariano segue citando Goethe: se um pintor conseguir pintar um cachorro exatamente igual ao cachorro original, ele não vai conseguir um quadro, vai conseguir um cachorro a mais...
Dito isso, os casos nem sempre são fatos verídicos reais de verdade que aconteceram mesmo. Ou, na sua maioria, aconteceram, e são contados muito próximo do acontecido, como esses que comecei. Mas são casos, não reportagens.
Com a palavra, Ariano:

Nenhum comentário: