14 de set de 2007

Chico Buarque

Como eu disse anteriormente, tenho dezenas de coisas que gostaria de compartilhar - algumas com aquele sabor gostoso de comida de vó, outras guardadas com uma ponta de orgulho, ou presentes de amigos, etc. Como as "34 letras", acho que a melhor revista de literatura que já tivemos, me foi "aplicada" por Junim, cangaceiro a serviço no Rio Grande do Sul; ou "O povo das montanhas negras", descoberta do Nagib que me encanta até hoje; e outros tantos, por aí. Vou aos pouquinhos, principalmente porque a parte escrita está mais complicada (escanear e juntar texto com figura, num modo que se encaixe nessas páginas exíguas de blog). Mas a parte de vídeo está indo bem, assim aqui estão dois exemplos de gostosura: uma neguinha dançando, do Chico, linda, linda, em Essa moça tá diferente; e outra do Chico, trechos de Joana Francesa, filme, com a Joana Francesa, música, e com a francesa mesmo, a Jeanne Moreau, linda de morrer e com uma risada de justificar a existência de pelo menos uma mãozada de deuses mesopotâmicos:

Essa moça tá diferente:




Joana Francesa:

Nenhum comentário: