25 de jan de 2009

Lâmina de Ockham


A cada vez que ouço alguma explicação metafísica ou religiosa sobre o mundo lembro-me de Ockham, filósofo medieval inglês. A "Lâmina de Ockham" é um princípio segundo o qual, se duas teorias explicam determinado fenômeno, a mas simples será a correta. Conan Doyle adaptou a teoria para Holmes - Sherlock diz sempre para Watson: se todas as demais hipóteses foram eliminadas, a que restar, por mais absurda que seja, deve ser a verdade. O que leva à conclusão de que o mundo não faz nenhum sentido (a não ser o que atribuirmos a ele) e isso não faz a menor diferença. Um relincho vale por mil silogismos.

Nenhum comentário: