18 de mai de 2008

Bares

Acabei de ver um nome de buteco ótimo: Sexta Básica! A imaginação criadora deve ter vindo numa quarta de tarde, depois da quinta dose... Eu e o Nagib queríamos criar um café na Savassi, com livros (não para venda), chamado Xique Xícara, com uma placa: "Estacionamento para corpos" e redes espalhadas no quintal (ah é, tinha que ser numa daquelas casas da BH dos anos 60) - almoçava-se e daí tirava um cochilo após um café, um dedo de prosa. Por falar no Nagib, me lembrei de um dia, quando ao encontrá-lo no meio da Augusto de Lima com uma gramática de Tupi (!) nas mãos, ter feito uma cara interrogativa - e ele, de imediato: "ué, todo mundo não vive enfatizando a necessidade de uma segunda língua?". Outro diálogo com ele:
- Nagib, vamos no Tambores de Minas?
- Eu não, muito shakespereano.
- ?!?!?
- Muito barulho por nada...

Nenhum comentário: